Texto de Christine Greiner para o Panorama SESI de Dança 2010

Após uma entrevista com a Chris, ela escreveu esse belo texto sobre o trabalho.Obrigado Chris!

Autobiografia encarnada

“Como superar o grande cansaço?” (2010) de Eduardo Fukushima é uma espécie de autobiografia sem palavras que nasce da rememoração de três momentos de fadiga existencial que marcaram a vida deste jovem coreógrafo. A sensação de não poder acordar e se levantar, a descoberta do movimento que desfaz os padrões vigorosos e se transforma em salva-vidas, a dificuldade de articulação entre o pensamento e a palavra que salta da boca.

As referências da sua formação eclética (e angustiada) são embaralhadas: o corpo circense, o corpo atleta, o corpo oriental, o corpo de uma dança popular brasileira, o corpo de uma dança contemporânea possível. O que parece generalista e abstrato se repensa com clareza na exploração de espacialidades, linhas e gestos nascidos das articulações. É quando Eduardo transita entre a verticalidade disposta na encruzilhada construída no canto das paredes e o espaço semi-aberto de um corpo colado no chão. Na passagem entre o invisível (quase-gesto) e o que se dá a ver, todos os estigmas do passado são banidos e arrancados do enclausuramento (o quarto de dormir,as lembranças tristes, as narrativas fictícias). É quando se abre, finalmente, uma nova trilha, desta vez, para estar-em-casa-no-mundo.

Christine Greiner

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s